Como surgem e como evitar ACNES

Na semana passada falamos sobre os comedões, que são todas as impurezas da nossa pele, desde miliuns a acnes, os cuidados que devemos ter, limpeza da pele e todos os tratamentos disponíveis para deixar sua pele linda e bem cuidada.

E é sobre uma dessas impurezas da pele que iremos falar aqui hoje, trata-se da acne, a nossa famosa espinha. Mas afinal como ela se forma? Quais os cuidados, tipos de tratamentos que devem ser utilizados?

Causas

A acne, minhas lindas, também conhecida como espinha ou cravo, é uma doença que ocorre quando os folículos pilosos da pele ficam obstruídos por sebo e células mortas. Sendo que o acúmulo desse sebo causa inflamação, ocasionando o aparecimento e crescimento de bactérias, principalmente a Propioniumbacterium acnes. 

Esse sebo é um produto oleoso que tem como principal função lubrificar os cabelos, os pelos e a pele. Uma produção excessiva de sebo e o acúmulo de células mortas nos folículos pilosos podem obstruir os folículos.

Sem título

Quando ocorre esses bloqueios, há um inchaço das paredes do folículo, que pode adquirir uma cor branca. Eles também podem abrir e adquirir uma cor preta, formando assim os cravos. Em caso de inflamação, os folículos podem também tornarem-se vermelhos.

A Acne comumente aparece no rosto, pescoço, peito, costas e ombros, sendo que suas lesões cicatrizam lentamente.

Formas de Acnes

Então minhas lindas, de acordo com sua severidade, a acne pode ser classificada em:

  • Acne Grau I: presença de comedões abertos ou fechados com poucos sinais de inflamação;
  • Acne Grau II: presença de comedões abertos e/ou fechados inflamados com pus (acne pápulo-pustulosa superficial);
  • Acne Grau III: presença de comedões abertos e/ou fechados com pus e nódulos inflamatórios (acne pápulo-pustulosa profunda); e
  • Acne Grau IV: presença de nódulos e cistos e também chamada de acne conglobata.

A imagem abaixo apresenta todos os graus do acne.

Sem título

Surgimento da Acne

O surgimento da acne ocorre com mais frequência entre jovens e adolescentes, iniciando-se na puberdade. De acordo com o Ministério da Saúde:

Acne afeta de 70-95% dos adolescentes com idades entre 13 e 18 anos, 8% dos jovens entre 25-34 anos e 3% de adultos entre 35-44 anos.

Ainda conforme o Ministério da Saúde: “20% das pessoas entre 15 e 25 anos não têm a doença e cerca de 40% dos jovens possui acne grave, sendo necessário tratamento médico“.

Mas meninas, mesmo que a acne seja mais frequente durante a adolescência, cada vez mais adultos, após os 30 anos apresentam espinhas devido a diversos fatores, tanto genéticos quanto ambientais, sendo alguns deles:

  • Alimentação como produtos lácteos e açucares;
  • Problemas Hormonais;
  • A ingestão de certos medicamentos, tais como corticoides, hormônios (andrógenos), lítio ou vitamina B12.

Sintomas

Os principal sintoma em caso de acne é a pele ficar oleosa, mas isto não é regra para todos os tipo de acne. Outras formas assumidas pela acne são:

  • Pápulas: são pequenas lesões inchadas avermelhadas presente nos folículos pilosos. Podem ser vermelhas e macias;
  • Pústulas: são lesões vermelhas, macias com presença de pus;
  • Nódulos: apresentam-se como lesões grandes, sólidas e dolorosas sob a superfície da pele; e
  • Cistos: são lesões muito dolorosas, com nódulos abaixo da superfície da pele. Os cistos podem causar cicatrizes na pele.

Diagnóstico

O diagnóstico da acne é feito por exame físico simples, onde o médico ou esteticista podem utilizar lupas ou lentes de aumento para verificar a extensão e profundidade da acne. O histórico do paciente também é importante e o médico pode questionar se há casos resistentes de acne na família, exposição a produtos oleosos ou abrasivos, e exposição acentuada ao sol.

E meninas, no diagnóstico da acne, é importante verificar a gravidade das lesões e suas resistências a medicamentos, onde será avaliado o potencial das lesões de formarem cicatrizes, para assim poder indicar o tratamento adequado para curá-las.

Isso normalmente é feito com base no número de acnes presentes e qual o seu grau de severidade (de I-IV). A acne é de fácil diagnóstico, sendo dificilmente confundida com outras doenças da pele, como impetigo ou furúnculos.

Complicações

E meninas, não se preocupem viu, a acne não causa outras complicações de saúde. Entretanto, nos casos mais graves, as lesões podem deixar sequelas como cicatrizes nas regiões atingidas. Essas cicatrizes são, normalmente, difíceis de serem removidas e requerem tratamentos muito severos, como peelings cirúrgicos e a laser.

Tratamentos

Quando as acnes forem superficiais ou acnes não graves, um tratamento típico é suficiente, assim como uma boa higiene, para limitar as bactérias da acne (de manhã e de noite, lavar bem os locais onde a acne poderia estar presente e utilizar um sabonete suave para peles sensíveis). Produtos livres de prescrição médica incluem cosméticos ou medicamentos que contenham enxofre, ácido salicílico, ácido lático, resorcinol e peróxido de benzoíla.

Mas atenção viu meninas, para todos os tratamentos contra a acne é importante ser paciente, pois os resultados aparecerão apenas após algumas semanas.

Os cuidados com a higiene são muito importantes, assim como a limpeza da pele com um sabonete suave, duas vezes ao dia, ou produtos que removem as células mortas, a serem utilizados de uma a duas vezes por semana.

Os medicamentos à base de peróxido de benzoíla são eficazes para tratar a acne vulgar benigna a moderada. Este produto tem um efeito antiacnéico comprovado, graças a uma redução da formação de comedões e da produção de sebo. Ele permite também evitar o crescimento das bactérias da acne.

Observação: Os medicamentos à base de peróxido de benzoíla contêm, como o próprio nome indica, um derivado peroxidado, que descolore os cabelos e, sobretudo os tecidos (toalhas, roupas, lençóis de cama, etc), portanto tome cuidado quando aplicar o produto, a fim de evitar essas ocorrências e gastos com roupas desnecessários! Na compra de um medicamento à base de peróxido de benzoíla, leia a bula e peça conselhos ao seu médico.

Podem ser utilizado outros medicamentos derivados retinóides da vitamina A, como tretinoína, adapaleno e tazoreteno,  clindamicina e peróxido de benzoíla, mas lembrem-se meninas, todos devem ser indicados por um médico ou esteticista.

Pois esses profissionais poderão prescrever, por exemplo, antibióticos a serem tomados por via oral (não típico), da família dos tetraciclinas (doxiciclinaminociclina) ou antibióticos típicos, derivados da vitamina A, em pomada ou em via oral (isotretinoína).

Outros Tratamentos

Existem ainda meninas outros tratamentos que incluem exposição a laser e fototerapia. Esse tipo de terapia ajuda a reduzir a produção de óleo pelas glândulas sebáceas e também mata as bactérias que causam inflamação. Além disso, ajuda na textura da pele e reduz marcas de cicatrizes.

Para o tratamento de cicatrizes deixadas pela acne, diversas abordagens são indicadas como o peeling, dermoabrasão ou lixamento cirúrgico da pele, limpeza de pele, microdermoabrasão, terapia a laser e cirurgia plástica da pele.

Lembrem-se meninas, busquem sempre bons profissionais que saibam o que estão fazendo, pois uma vez que o dano a sua pele for feito é difícil tratá-los.

Então meninas, entrem em contato comigo e agendem uma limpeza de pele para que possamos remover suas acnes e acabar de vez com esse problema.

Beijinhos da Dricka 😉

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s